Gorjeio é mais bonito do que canto: amor em forma de poesia

Uma festa que uniu a poesia urbana à poesia da natureza.

Categoria

A noiva, sul-mato-grossense, era a pura poesia do campo. O noivo, bem paulistano, a pura poesia da cidade. Juntando esse casal tão complementar, fui buscar no poeta das simplezas – Manoel de Barros – inspiração para esse casamento. O poema que deu o tom da festa foi Gorjeios. Houve revoadas de pássaros por todos os cantos da decoração, papelaria e pequenos detalhes da festa. Teve chuva de ervas ao final da cerimônia para dar sorte aos pombinhos. Teve muita, mas muita poesia. E nada em excesso.

Clientes: T&V
Consultoria criativa (entrevista + projeto + indicação de fornecedores)

Fotos: L’Amourgraphy

Clique para voltar e ver mais casamentos