Esperando.

A novidade é que achei que a essa altura eu estaria subindo pelas paredes. Mas não estou. Estou tranquilinha, esperando. Acho que no fundo no fundo sou é meio hippie e estou de bem com a natureza e suas horas.

Hoje compramos a última peça que faltava para o quartinho da bebê. Amanhã devemos finalizar tudo, pendurando os quadrinhos na parede e grampeando as tags das lembrancinhas da maternidade! Vai ver a bebê já está é bem educadinha, só esperando terminarmos as últimas pendências para decidir nascer. Isso aí, Rebeca. Muito obrigada!

Essa semana fiz um exercício interessante e desenhei a minha “rotina dos sonhos” (mesmo ainda não fazendo ideia do que será uma rotina com um bebê em casa, mas essa é a ideia…). A regra estabelecida por mim para esse exercício foi: “qual seria minha rotina ideal, se eu não tivesse que me preocupar com localização geográfica, situação financeira e compromissos”? Achei incrível esse exercício. Percebi o quanto moldamos a rotina à nossa realidade imediata e nem questionamos o que poderia ser melhorado nela. Sendo que o contrário poderia ser tão verdadeiro quanto. Daí decidi. Quero moldar a minha realidade em torno dos meus sonhos e não o contrário. Gostei dessa brincadeira de anotar sonhos. Me ajudou a criar metas para atingi-los loguinho loguinho.

E começamos ontem, com um projeto que aparecerá aqui mais dia, menos dia. Mas enquanto isso, vamos voltar à espera. 🙂

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.