A descoberta do momento é

Que andar 4 quarteirões não é mais uma tarefa fácil. Fui, voltei e não consegui mais andar direito desde então. Passei o final de semana fazendo compressa de gelo no quadril e fazendo sessão de filmes-do-Oscar pro tempo passar (recomendados por enquanto: “Projeto Flórida”, “Eu, Tonya” e “Ladybird: A Hora de Voar” [a hora de voar???]).

De resto, cozinhar sentada também virou uma realidade. Pois nada me impede de fazer pães de mel (com recheio E cobertura) num domingo, nem uma inflamação no ciático às 38 semanas da gravidez.

Meu médico é um amor e disse que isso é normal e que o que vai curar essas dores é a figurinha (nas palavras dele) decidir nascer. Te contar que as últimas semanas de gravidez e toda a sensação de “é a qualquer momento, só depende de Deus / da natureza / da FIGURINHA” são uma aula forçada de mindfulness e controle de ansiedade.

E aqui vamos nós, sentadinhas e esperando (e marcando acupuntura pra ver se a dor melhora e ainda resolvendo as quatrocentas pendências da gravidez e da arrumação da casa – palmas pra quem decide repaginar a CASA INTEIRA e não apenas o quarto da pequena e assim nunca vê o fim da lista de pendências).

Uma das tarefas dessa semana é por conta do papai, que fez as ilustrações dos quadros que enfeitarão a parede do quarto da bebê. <3

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.