Snickers Popcorn | Receita de Pipoca de Twix

IMG_2442

Você está certo, eu não atualizo há umas semanas. É que, como contei no Facebook, estava cheinha das novidades e ainda tinha perdido o cabo da câmera. Encontrei o cabo da câmera na gaveta, o que não é necessariamente um “perdimento”, e isso mostra como eu estive fora do mundo nesses últimos dias. Eba, acabei o freela! Eba, estou noiva! Eba, de agora em diante estarei imersa em orçamentos e chocada com as chatices da indústria casamenteira. Nos últimos dias fiquei, também, quase sem cozinhar. Pedi aquelas marmitas light congeladas. Enjoam, mas são um belo descanso (e, no caso do Keep Light, um belo sabor também). Portanto, a receita de hoje já é velha. Fiz há um tempo, pra assistir um filme com o noivo (que, então, ainda era só namorado!). Vou te contar: é uma receita gostosa, mas que deve ser comida com moderação. Quase como sobremesa, mesmo. Porque enjoa que é uma beleza. Chegou no fim, eu e ele já estávamos quase morrendo de doce. Mas vale pela curiosidade! Prontos?

—-

A receita original, em inglês, você encontra aqui. Tirei do Pinterest e vem do blog Cookies and Cups.

original

O PROCESSO:

  • O processo é lento. É chato e eu fiz errado, pra variar. Porque sofro do mal de não ler a receita até o fim na hora de começar a fazer. E quando estava lá, toda achando que estava pronta, encontro a seguinte instrução: DEIXE ASSAR POR 1 HORA, VIRANDO A PIPOCA DE LADO DE 15 EM 15 MINUTOS.

IMG_2439

  • Galera. Pra mim, essas receitas que envolvem “deixe assar por 1 hora”, virando de 15 em 15 minutos é coisa de quem tem cozinha chique, com forno embutido, na altura perfeita para não estragar a coluna. Não de quem tem um fogão terrível pra abrir, cuja tinta rosa está saindo. Você se abaixa, enfia o rosto na coisa e sai parecendo um limpador de chaminé da Mary Poppins.

IMG_2435

  • A receita original usa Snickers e pede pra colocar amendoim na pipoca, também. Poupei algumas calorias, porque não gosto de amendoim doce, então pulei essa parte. E troquei Snickers por Twix, que foi uma troca sensacional.

IMG_2436

  • Agora a surpresa mesmo foi a calda de caramelo. Ao ler a receita e ver que eles pediam para colocar uma colher de fermento em pó no açúcar derretido com margarina, achei esquisito. COMO ASSIM FERMENTO, MAS ISSO AQUI NÃO É BOLO. A surpresa: o fermento em pó reage na hora com o caramelo, deixando a consistência super legal e bonita. Fiquei realmente empolgada vendo isso.

IMG_2422

 

IMG_2427

  • O resultado foi um mundaréu de pipoca, e nenhuma forma grande pra caber tudo aquilo de pipoca no forno. Daí não tinha como assar, mesmo (não tinha paciência também, confesso). Assei por alguns minutinhos apenas, e o caramelo continuou molhado. O que não deixou a pipoca ruim de maneira alguma, só um pouco enjoativa e sujável pra caramba. Comi munida de guardanapo e muita, mas muita água.
  • Mas eu e o noivo imaginamos que pra servir em um potinho pequeno, como uma “pipoca gourmet” diferente pra criançada, é bem válido!

IMG_2431

O QUE EU APRENDI: a magia da calda de caramelo com fermento!

TENTARIA DE NOVO? sim, mas em menor quantidade – e tentaria assar melhor, TALVEZ.

E QUANDO EU TENTAR DE NOVO, TENTAREI ASSIM:

Receita de Pipoca de Twix

200 gramas de milho para pipoca (prefiro pipoca feita em casa, mas de microondas também funciona, se quiser)

1 xícara de margarina

2 xícaras de açúcar mascavo

1 colherzinha de sal

1/2 xícara de syrup (usei mel, mas acho que syrup, ou xarope de milho, fica menos doce)

1 colher (sopa) de fermento em pó

6 Twix grandes cortados em quadradinhos

IMG_2416

Modo de fazer

Preaqueça o forno.

Junte o açúcar, a margarina, sal e syrup (ou mel) numa panela. Misture e deixe cozinhar por 5 minutos.

Tire do fogo e acrescente o fermento.

A MAGIA ACONTECERÁ.

Faça a pipoca (se fizer na pipoqueira, é só colocar um pouquinho de óleo, mais um pouquinho de água e o milho).

Coloque a pipoca em uma forma grande, de maneira que o caramelo consiga cobri-la quase toda (eu não fiz assim, mas o certo é assim).

Jogue o caramelo sobre a pipoca.

Deixe assar por um tempo (o correto é por 1h15, virando as pipocas de 15 em 15 minutos. Eu esperei apenas 5 minutos!).

Jogue o Twix picado na pipoca.

Asse por mais 3 minutos.

Coma.

Beba muita água.

IMG_2413 IMG_2419 IMG_2423 IMG_2425 IMG_2426 IMG_2429 IMG_2433 IMG_2434 IMG_2439 IMG_2440 IMG_2441 IMG_2444 IMG_2446 IMG_2447

É como algumas pessoas que você conhece: diferente e gostoso, mas enjoatiiiiiiiiiiivo se aproveitado em excesso. 😉

—-

Tem alguma sugestão de receita? Fez essa e deu alguma coisa errada? Deixe um comentário! 🙂

Paguei

É com imenso prazer (pois é, nesse caso é mesmo) que aviso vocês que esse blog não será mais atualizado. O Pagando os Pecados foi um teste que fiz pra ver se sobrevivia a esse tempo de vacas magras e eu gorda. De pressão pra guardar dinheiro, não gastar, não comer, não isso, não aquilo. A verdade é que não sei o quanto ter desabafado aqui ajudou, mas as coisas foram melhorando de maneiras muito legais do início do blog até agora.

Digo, de quando comecei o blog até hoje, perdi 6 quilos! Como? Posso dizer que não sei? Eu parei de ir à academia e não me lembro de ter feito grandes esforços pra parar de comer. Ok, também apelei para o Keep Light (e gastei dinheiro), e ele ajudou bastante por 1 semana. Super recomendo.  A verdade é que acho que parei foi de ficar ansiosa e funcionou.

Financeiramente, consegui 2 freelas que não pagaram minhas dívidas, mas me ajudaram muito a entrar nos eixos – e pela primeira vez em 1 ano (pelo menos) estou fechando o mês com o saldo positivo! Tive outras boas notícias, uma do meu pai e outra profissional, que podem ajudar minha vida financeira futuramente e isso me deixa muito feliz.

Mas o melhor mesmo é dizer que não estou mais desesperada pra comprar. É quase sarar de um vício, mesmo. Você perde a sensação gostosa de ter coisas novas toda semana, mas perde também a sensação de culpa que vem com ela – e isso é sensacional! Fora o prazer de ver o dinheiro rendendo até o fim do mês.

Agradeço a vocês, agradeço a mim, agradeço ao Keep Light, mas agradeço mesmo a Deus, que só queria ver se eu conseguia ter pelo menos 1 mês de paciência pra me recompensar.

E sim, fiquei noiva. O foco agora é outro. A grana pra fazer o casamento dos meus sonhos não é pouca, não – o que é um incentivo e tanto pra ficar sem gastar!!!

Eu até poderia continuar esse blog, mas tô mais interessada em fazer planilhas e mais planilhas de orçamentos pro casório. Então vou fugir do anonimato e divulgar meus outros blogs, pra quem tiver interesse de continuar vendo meus escritos: Cozinhando a internet e Palitos de Fósforo.

Não vou deletar esse blog, porque a gente nunca sabe quando os quilos voltam e o dinheiro some de novo. Mas, por enquanto, espero que até nunca mais! 😀

excited retro womanexcited retro womanexcited retro womanexcited retro woman

A caixa

Para pensar fora da caixa, você tem que conhecer a caixa muito bem.

Mirror-Box

Ouvi mais ou menos isso em um curso on-line que estou fazendo e achei muito coerente. O mundo artístico está cheio de gente que já quer chegar pensando fora da caixa, mas nunca nem viu a caixa, nunca foi lá ver o que tinha dentro, pra começo de conversa. Daí vêm tanto texto raso, ideias sem raiz, estilos gratuitos, tudo jeito de fingir que sabe tudinho daquilo que nunca viveu. Artista tem que viver de tudo, ter amigos descolados e colados, velhinhos e novinhos. Assumir que não sabe tudo. Questionar todo mundo – mas entender todo mundo. Pelo menos é o que eu acho. 🙂

E por que ando quietinha, vocês me perguntam.

Porque nesses últimos dias muitas coisas começaram. Peguei um freela gigantão (eba!), fiquei noiva (eba!!!!!!), peguei firme na dieta (uns belos quilos a menos, Deus abençoe o Keep Light) e comecei um blog novo (oi?), o Cozinhando a Internet (que também está meio abandonado, por conta disso tudo aí).

Mas volto, como sempre voltei, como voltei hoje. O freela está acabando, o noivado está só começando… 🙂

Fran feliz

Banana Milkshake with Biscuits | Receita de Milkshake light de banana com calda de chocolate

IMG_2386

Sim. Light no nome da receita, não por sensacionalismo, mas porque eu achei light, tá? Sou assim, nutricionista de mim mesma. E se o chocolate que vai é amargo, não vai açúcar, nem sorvete, é isso: é light. Se você fizer com leite desnatado, então, vixe. Vi essa receita super bem fotografada na internet, e deu vontade. Gosto de leite batido com banana desde que me entendo por gente. Leite com Nescau e banana e mingau de aveia com chocolate são dois itens clássicos dos meus cafés da manhã de férias (um pra férias de verão, outra pro inverno). E achei bem-vindíssima essa ideia de variação para meu café da manhã, assim, com um luxo a mais. Linda linda. Facílima de fazer. E bem gostosa. Acredite.

—-

A receita original, em inglês, você encontra aqui. Tirei do Pinterest e vem do blog BiteDelite.

original

O PROCESSO:

  • Gente, não tem muito processo. É jogar leite, banana e biscoito no liquidificador e ficar feliz.

IMG_2367

  • Mas, porém, entretanto, entrementes, eu sou eu e tive que mudar uma coisinha, sim. Adivinha pelo que eu substituí esses biscoitos recheados com creme da receita original (que me parecem bem gostosos)? Sim. Ela. A minha, a nossa, a adorada Maria.

IMG_2371

  • Da próxima, vou ver como fica se substituir por Passatempo Recheado. Hmmmm.

IMG_2375

O QUE EU APRENDI: que não é difícil fazer esse efeito bonitinho no copo com chocolate amargo derretido. Ah! E que vidros de champignon viram copos muito fotogênicos 😉

TENTARIA DE NOVO? sim! Aliás, já é a segunda vez que faço essa.

E QUANDO EU TENTAR DE NOVO, TENTAREI ASSIM:

Receita de Milkshake light de banana com calda de chocolate

1 banana fatiada
1 copo de leite
2 quadrados de chocolate amargo, derretido
2 biscoitos Maria

IMG_2372

Modo de fazer

Bata os biscoitos, a banana e o leite no liquidificador.

Delicadamente (ou o melhor que puder), jogue o chocolate derretido no interior de um copo transparente. Vai servir como decoração E dar um gosto muito bom no shake.

Despeje o leite no copo decorado.

Beba.

IMG_2370

IMG_2381

Fala a verdade: não é um mimo pra fazer ver pras visitas?

—-

Tem alguma sugestão de receita? Tem alguma ideia de milkshake gostoso? Deixe um comentário! 🙂

Ovo no pimentão x Sanduíche de banana com nozes

ovopimentaoxnozesmel

Essa semana eu estou bem enrolada com um freela gigante que vai me tomar um bom tempo. Por isso, nada de receitas muito complexas! Selecionei duas opções de receitas que já fiz e são a coisa mais simples do mundo. A questão é: será que, ao refazer, a foto vai ficar tão boa quanto o original? Só vendo para saber. Fica aqui a questão: qual deles vocês me desafiam a caprichar melhor? Esse ovo frito no pimentão ou esse inusitado sanduíche de banana com nozes? 🙂 Deixe nos comentários!

“Pouding à la vanille et aux fruits rouges” ou bolinho molhado de morango

IMG_2404

Fiz essa receita num sábado sagrado pra mim, uma vez no ano em que fico em casa pensando em coisas bonitas e me preparando para um evento religioso à noite. Um dia em que não devo me estressar, e evito ver filmes ou coisas que me desviem da minha meditação. E sei de uma coisa: cozinhar me ajuda a meditar muito. Assim como tocar piano, pra mim, cozinhar é uma dessas coisas saborosas que me faz esquecer qualquer problema da vida. Aí decidi dar um jeito nos morangos que estavam na geladeira, já quase estragadinhos. Sabe quando eles ficam molhados e prontos pra virar geleia? Então. Decidi ver o que eu poderia fazer e que ficasse menos sem graça que geleia, pura e simples. Encontrei esse bolinho molhado fácil de fazer – e super gostosinho!

—-

A receita original, em francês, você encontra aqui. Tirei do Pinterest e vem do blog Confessions d’une gourmande.

original

O PROCESSO:

  • Antes que você pergunte, fiz uma substituição, sim. Na receita original, eles sugerem framboesas. Como framboesas são coisas bastante caras aqui no Brasil, imaginei que não seria pecado algum trocá-las pelos meus morangos murchinhos. Nada grave, pois o próprio nome da receita diz “frutas vermelhas”. Portanto, imagino que qualquer fruta que se enquadra nesta categoria fica gostosa aqui.

IMG_2389

  • Essa é a receita com o processo mais simples do planeta. Para sua (in)felicidade, nada deu errado, e virei a receita em menos de 10 minutos! Claro que, na minha eterna pressa, errei um pouco a ordem dos ingredientes, mas nadinha que tenha estragado a receita final.

IMG_2392

  • Me assustei com a pequena quantidade de ingredientes, mas ela está correta. E resista à tentação de jogar mais farinha na massa, que ela fica bem líquida, mesmo.

IMG_2393

  • O ideal é assar em rammequins, que são tipo potinhos que vão ao forno. Essa receita rende 2 rammequins. No meu caso, usei uma forma bem pequenina que tenho em casa, e coube tudo nela.

IMG_2394

  • O divertido foi imaginar como ficaria a textura final do quitute depois de assado , porque a foto original, apesar de muito bonita com todo esse esquema charmoso do bolinho no copo, não diz muita coisa. Fui acompanhando o bolinho assando no meu forno cor de rosa (sim, eu que pintei!), com muita ansiedade.

IMG_2395

  • No fim, a textura é mesmo a de um bolo bem molhadinho. Quase massa de cupcake, mas com menos margarina. Muito interessante!

IMG_2397

O QUE EU APRENDI: realizei um sonho! Tentei duas vezes colocar morango, picado ou em purê, na massa de bolos, mas sempre acabava uma coisa sem graça, assada e sem gosto. Com essa receita, descobri que quando os morangos estão inteiros e não assam tanto, acabam virando algo parecido com geleia, e ficam uma delícia!

TENTARIA DE NOVO? pra caramba! Fica muito bonito, diferente e saboroso. E dá pra testar com mil frutas. A única coisa que vou mudar é adicionar um pouco mais de açúcar, mas é porque sou meio formiga, mesmo.

E QUANDO EU TENTAR DE NOVO, TENTAREI ASSIM:

Receita de bolinho molhado com morangos

1 xícara de morangos, inteiros, bem maduros
quase 1/3 de xícara de farinha
1 colher (chá) de fermento em pó
1 pitada de sal
1/4 de xícara de manteiga bem molinha
quase 1/2 xícara de açúcar
1 ovo
1/2 colher (sopa) de extrato de baunilha
1/3 xícara de leite

(essas frações são muito chatinhas e não muito exatas, acabei indo bastante no olhômetro)

IMG_2398

Modo de fazer

Misture a farinha, o fermento e uma pitada de sal em uma tigela.

Derreta a manteiga, em seguida, adicione o açúcar e bata até que a mistura embranqueça. Misture o ovo batido.
Adicione o extrato de baunilha e misture novamente.

Junte essa mistura líquida com a mistura seca, jogando o leite, aos poucos.

Coloque os morangos no fundo do rammequin (no meu caso, da forma), untado (unto com margarina e açúcar). Despeje a massa do bolo por cima deles.

Deixe assar, até que, ao enfiar um garfo no meio do bolo, ele saia limpo.

IMG_2399

IMG_2402

IMG_2408

IMG_2410

Alguém aí já está imaginando como fica com chocolate na massa? Sei que eu já.

—-

Tem alguma sugestão de receita? Achou gostoso? Deixe um comentário! 🙂

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.