Quanto rende uma história?

Já houve um tempo em que eu acreditava que meu livro seria uma trilogia. Aí percebi o quanto é difícil fazer render uma história. Que, se for ver, a história crua dá umas 50 páginas, assim, pá puf. Mas aí é conto, e não era conto que eu queria contar. Aí, fui tentando. E percebi que esse negócio de fazer render a história é tipo cozinhar bem. Porque, assim, preparar a história rende bastante tempo da minha vida, ah isso rende. Mas na hora de ler, é tudo tão rápido. Ninguém percebe que um parágrafo pode ter saído de uma gestação de dois dias. É tipo aquele prato magnífico que você fica 5 horas fazendo e que, pra comer, os comensais levam 20 minutos, sabe? Isso no caso de gente bacana, que tem gente que nem mastiga e já sai cuspindo opinião logo na entrada (sei disso porque sou dessas :D).

A verdade é que, com o tempo, estou aprendendo a fazer render. E tento não fazer render enfiando descrições intermináveis, aquele palavrório complicado cheio de fel cio e plenitude, que isso aí é colocar água no feijão e deixar tudo ralo demais. Mas falando de detalhes do âmago da história, umas historinhas paralelas que dão gosto, colocando um bacon aqui, um tempero ali, detalhes que não são a história – mas fazem a história ficar mais gostosa. Aí rende que é uma beleza.

(lembrei do tio Sandro enquanto esse post foi saindo).

bolo

One thought on “Quanto rende uma história?

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.