Quantos vampiros você conhece?

Concordo e vivo essa dica que o Austin Kleon (de novo ele!) dá neste filminho. Sem endeusar Pablo Picasso só porque ele era um belo artista, Austin fala da tendência que o pintor tinha de sugar a energia dos outros. E de como existe muita gente assim. E de como isso nos faz mal, enquanto criativos, e enquanto gente. A equação é simples: depois de passar uma tarde com alguém, você volta pra casa cheio de pique ou baixo astral e sem energia? Se for o segundo caso, essa pessoa é uma vampira de energia. Corra enquanto é tempo.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.