No esquema

roteiro

Encontrei esse esquema no blog da minha ídala Keri Smith. Taí. É isso mesmo. A diferença é que não tiquei nem o primeiro, nem o segundo.

Tá bom, são algumas diferenças:

Passo 1. Escrever livros.

Passo 2. Ficar famosa mundialmente.

Passo 3. Mudar pessoas. (o que não deixa de ser o passo 5 dela)

Passo 4. Ganhar dinheiro só por ser Francine Guilen (viver de palestras sobre a minha vida).

Imagine que tracei isso numa lousa, bem no esquema daqueles filmes de criança. Tipo Os Batutinhas, mesmo.

Enfim, besteira. Quero o passo 1 que já está ótimo. O 3 todo mundo consegue sem precisar escrever livro nenhum.

Quero uma biblioteca e um piano.

PS: Estou lendo Extremamente Alto e Incrivelmente Perto, do Jonathan Safran Foer. O jeito que ele escreve é muito, muito gostoso. Recomendo.

imagine que

É uma campanha, podia ser um projeto sem marca.

É um Banco de Imaginação, com quadrados cujo tema é Imagine que.

Acho que estou meio desescritora hoje, então não vou descrever. Clique e veja com seus próprios olhos.

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.