A arte de apresentar sua arte para um ser superior.

e eu, então.

– Nossa, trabalhei muito hoje.

– E eu, então, não parei um minuto.

– Na minha agência eu mal consigo usar o banheiro.

– Rá, eu uso um penico embaixo da minha cadeira, de tão tensa que anda a coisa por lá.

– Nossa, comigo tá pior!! Trabalhei o último final de semana.

– Eu trabalhei sábado E domingo.

– E eu que trabalhei sábado E domingo de dia e de noite.

– Eu trabalhei sábado E domingo de dia e de noite nos últimos 15 meses.

– Eu mais ainda, trabalhei sábado, domingo, de dia e de noite nos últimos 15 meses sem parar pra ir ao banheiro uma vez.

– Nossa, mas você tá preocupado com banheiros ultimamente né? A gente não tem esse problema, a Pampers é nossa cliente.

– Quando tem concorrência a agência inteira se tranca, ninguém entra e ninguém sai pra não vazar informação.

– Na minha, a criação fica sem água e sem comida até surgir com o conceito certo.

– Na agência que eu trabalho, a criação fica sem água, sem comida e pendurada de cabeça pra baixo pras idéias fluirem mais rápido. Se não tivermos idéias temos que lamber o chão da agência por completo.

– Ontem eu trabalhei até às 5 da manhã, fiquei sem água, sem comida, pendurado de cabeça pra baixo, e fui obrigado a me alimentar dos restos de briefings errados que o Atendimento fez. Enquanto lambia o chão da agência.

– Você sabe, né, eu sou Atendimento e não tem área que trabalha mais que a minha, briefings não saem da noite pro dia, me obrigam a fazer um bem feito, mesmo quando estou vendada, carregando tijolos para construir as pirâmides no turno das 2 horas.

– Isso é moleza, pra mim é pior. Eu não durmo faz cerca de 2 anos.

– E eu então! Morri ano passado e mesmo assim meu chefe me ligou. Fui obrigado a recorrer à magia negra pra me auto-ressuscitar e voltar a trabalhar. O RH disse que assim é melhor já que não preciso receber o plano de saúde.

– E o RH da MINHA agência que é um velho nazista que carrega instrumentos de tortura na mochila da Adidas e quando nosso time sheet diário tem menos que 25 horas nós somos atirados dentro das privadas dos serventes.

– Cara, e eu então, que…

Trabalhar todo mundo trabalha. Loucamente? Na maioria das vezes sim. Aos finais de semana? Sim também. Acontece que a coisa virou tão um concurso de beleza, tão um quemdámais, que eu me sinto a pior profissional do mundo quando admito “ok, hoje até que o ritmo esteve tranquilo por aqui, até saí pra tomar um cafézinho”.

Essa do mundo publicitário glamourizar as horas extras como se elas fossem um sofrimento genuíno (não precisam ser) e como se fosse uma competição pra ver que quem é mais escravizado é o mais bambambam do mercado… me dá um certo mal estar. Lembro sempre desse vídeo sinceríssimo do Monty Python.

que me desculpem.

sem mais. (adoro essa expressão).

+

essa imagem serve pra dizer que

como eu estou “sem absolutamente nada pra fazer na minha vida, com os dias inteiros livres e saudáveis”, me meti em mais 3 projetos, e vim falar deles aqui hoje, talvez por marketing pessoal, talvez porque isso pode ser uma excelente desculpa para a desatualização do presente blogue.

1. voltei a atuar em hospitais como palhaça.

2. continuo com o blog Os Batatas, junto com a MaWá, que atualizamos quando o trabalho na agência assim o permite.

3. comecei o blog Valendo!, junto com o Teco. Esse novo projeto ainda é recém nascido, mas já me traz muita felicidade. Trata-se de uma brincadeira: o Teco (que desenha muito!) faz uma ilustração. Antes de ele enviá-la pra mim, e sem falar do que se trata a obra de arte que ele está fazendo, eu escrevo uma frase pra servir de legenda pra imagem. Daí a brincadeira resulta em uma legenda sem sentido, engraçada ou intrigante. E o mais mágico: geralmente o texto e a imagem combinam! =D

rebecando #12

clique para ampliar. Tenho péssimas lembranças dessa tirinha – fui assaltada enquanto estava desenhando ela.  Isso me faz lembrar que isso aconteceu em 2006, e que essa foi uma das últimas que fiz :O. I must bring Rebeca back.

O tenso é que “daqui a pouco” eu me formo e acho que elas já estão datadas!

calourossaolegais.jpg

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.