Clipe de papel

a verdade é essa: quanto mais simples a coisa, mais difícil de fazer.

É mais fácil tentar reproduzir um personagem da Disney do que um personagem desenhado com três risquinhos. As chances do segundo sair torto são muito maiores.

É mais fácil acertar um layout rebuscado que uma coisa simples. No simples, o feio aparece mais rápido.

Pra mim é infinitamente mais fácil escrever uma reportagem que um título publicitário.

Se me dão um tema e me falam pra escrever uma redação com quantas linhas quiser e depois sintetizar tudo em geniais duas palavras, vou demorar 15 minutos pra terminar a redação e 3 horas e meia pensando na melhor dupla de palavras, e vou perder por W.O.

Vai ver é por isso que os caras mais geniais
são aqueles que conseguem fazer coisas simples e perfeitas.

Tipo um clipe de papel.

[ontem não atualizei porque fui reviver um pouco e respirar os ares de minha querida e amada Paulista. O Starbucks da Alameda Santos tá tinindo, lindo lindo]

3 thoughts on “Clipe de papel

  1. Sabe o que é pior? Tem razão. =| Títulos são impossíveis. Tenho um professor de JO que passou dois dias pensando num título, apenas num título. O texto pronto e ele flertando com as palavras.

    Mas quando o título nasceu, foi um belo dum rebentinho, viu. 🙂

    E o Starbucks tá coisa fina mesmo. Corro o risco de começar a gostar de café. Medo.

  2. eu acho q eh pq titulos bons é questão de escolher bem as palavras e significados, e textos é questão de criação e coerencia. na minha opnião eh bem mais facil criar do q escolher…

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Proudly powered by WordPress
Theme: Esquire by Matthew Buchanan.