nessa sala todas os meus sonhos viram realidade. E algumas das minhas realidades viram sonhos.

Não é só porque ele é o avô de uma das minhas personagens favoritas do meu livro, mas o Willy Wonka do Gene Wilder é um dos meus personagens favoritos de todos os tempos.

Ele me inspira, quando crescer quero ser como ele, já tive uns sonhos doidos de abrir uma doceria totalmente temática em algum ponto de minha vida… e a música que ele canta quando vai às margens do rio de chocolate é entoada todo dia por mim quando acordo, na minha imaginação.

Willy Wonka:
[Spoken]
Hold your breath
Make a wish
Count to three

[Sung]
Come with me
And you’ll be
In a world of
Pure imagination
Take a look
And you’ll see
Into your imagination

We’ll begin
With a spin
Traveling in
The world of my creation
What we’ll see
Will defy
Explanation

If you want to view paradise
Simply look around and view it
Anything you want to, do it
Want to change the world?
There’s nothing
To it

There is no
Life I know
To compare with
Pure imagination
Living there
You’ll be free
If you truly wish to be

If you want to view paradise
Simply look around and view it
Anything you want to, do it
Want to change the world?
There’s nothing
To it

There is no
Life I know
To compare with
Pure imagination
Living there
You’ll be free
If you truly
Wish to be
.

pra mim, pelo menos, inspira. e muito. É o lado mais mágico da criatividade, a imaginação.

I’ll blog this song! :D

viver para blogar ou blogar para viver?

eis a questão. – acordei com essa frase na cabeça, e fiquei me perguntando o que será que eu devia estar sonhando pra acordar falando isso. de qualquer forma, ela parecia muito mais genial às 8 da manhã.

Agora, genial mesmo é isso aqui:

a música e a letra… tudo fantástico. Divirta-se.

trabalhando pra fora.

às vezes o bloqueio criativo vem de fora. Clique pra ampliar.

Triste, mas é verdade. Às vezes quem faz isso são professores, chefes, clientes ou pessoas desconhecidas, sempre tão prestativas.

Nunca vou me esquecer do meu primeiro chefe oficial, que fazia o estilo do penúltimo quadrinho, era desesperador. Bons tempos. O auge foi quando ele pediu pra eu fechar os olhos de um garoto numa foto, usando o Photoshop.

clientes legais

Mas aí… eles começaram a trabalhar.

No DVD Bastidores da Comédia, do Seinfeld, ele responde ao entrevistador, que pergunta sobre se ele era o engraçadinho da turma nos tempos do colégio:

  • – Quando eu era novo, todos os meus amigos eram engraçados. Todos eram “o engraçadinho da turma”. Mas aí… eles começaram a trabalhar.

Fico com medo de ficar mais séria quando estiver cada vez mais dentro do dia a dia corporativo. Por sorte, trabalhar em ambientes criativos deixa as coisas um pouco menos sisudas. Aliás, parece que é até obrigação continuar sendo o engraçadinho da turma se você é um publicitário ou coisa que o valha. E, estereótipos à parte, eu gosto disso.

Mas a tendência é mesmo que as pessoas fiquem menos fanfarronas e cada vez mais sem graça quando começam a trabalhar. Mesmo com esse feliz carma publicitário, já vi que vários dos meus amigos da faculdade (eu inclusive) perdemos um pouco daqueles olhinhos mágicos e das tardes de refrigerante free no Burger King. Será que perdemos o tempo, fomos sufocados pelos Atendimentos, os escarpins estão apertando demais ou é tudo impressão minha?

De qualquer forma, não há tanto o que reclamar. Se eu fizesse Direito, acho que morreria.

Parece que os Doutores da Alegria estão com um projeto super bacana de “humanizar” empresas também, além de hospitais. Veja algumas fotos da visita que eles fizeram lá na agência aqui no blog da MaWá. Vale lembrar que o Canto Cidadão se preocupa com esse universo empresarial há já um tempo também, fazendo palestras divertidas sobre cidadania e bom humor.

Esse projeto dos Doutores da Alegria ainda está no começo, e já imagino que seria divertido se, pra esse novo braço [ou eu diria nariz?] da instituição, eles fizessem os Executivos da Alegria, com palhaços de terno, e usando clips e post-its como apoio às piadas. 🙂

melhorequipedemimica.jpg

o melhor grupo de Imagem e Ação do 2º ano da faculdade. Hoje, ex-Young, IThink, África, Salem e quase-Abril. Ainda assim, o melhor grupo de Imagem e Ação. 🙂